Curadores da Mostra de Tiradentes defendem a imaginação e as formas variadas de expressão como resposta ao cerceamento de liberdades

A 23ª Mostra de Cinema de Tiradentes adotou para esta edição a temática “A imaginação como potência”. De onde veio a inspiração? Que imaginação é essa? Como os filmes brasileiros tratam disso e que cinema é esse que estará no evento ao longo dos próximos dias? O debate realizado na manhã de sábado (dia 25), no Centro Cultural Sesiminas Yves Alves, buscou levantar reflexões a partir destas questões. A equipe curatorial da Mostra se reuniu por inteiro para conversar com a plateia sobre seus processos de trabalho.

O coordenador curatorial, Francis Vogner dos Reis, esteve ao lado de Lila Foster (com quem fez a seleção de longas) e de Pedro Maciel Guimarães, Camila Vieira e Tatiana Carvalho Costa (que escolheram os curtas-metragens) para, todos juntos, exporem alguns dos afetos e critérios que permearam o processo. O elemento definidor foi pensar o que seria, de fato, a imaginação. “Imaginar é a sugestão da mente que elabora outra imagem a partir de alguma reflexão", afirmou ele.

“A produção artística é o terreno da imaginação. Não devemos só fazer diagnósticos da nossa catástrofe. Como o cineasta José Mojica Marins disse uma vez, o cinema deve seguir pelo que o criador não sabe. Estamos sendo governados por pessoas que são inimigas da imaginação, que acreditam numa coisa só, que creem num processo darwinista do mais forte e das coisas como elas devem ser à maneira deles", frisou Francis. Ele contextualizou o cinema a ser visto em Tiradentes como resposta a isso de várias formas e com diversos sentidos de expressão. A curadora Lila Foster estimulou uma percepção diante dos filmes na programação: “Os cineastas estão pensando diante da ruína ou diante da potência? Esse é o diapasão que nos marca e que vamos ver refletido em vários trabalhos”.

Por sua vez, Tatiana Carvalho Costa, pela segunda vez na equipe de seleção de curtas em Tiradentes, disse que 2020 é um ano especial na representatividade de filmes na Mostra, por ser o ano de maior presença de cineastas declarados negros com títulos na programação. “Essa representação expressiva consolida um processo de sensibilidade maior da seleção à presença de formas outras de expressão que vieram e foram percebidas de dentro dos próprios filmes”, afirmou.

 

Foto: Netun Lima/Universo Produção

Fotos: Netun Lima/Universo Produção

SOBRE A MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES


Maior evento dedicado ao cinema brasileiro contemporâneo em formação, reflexão, exibição e difusão realizado no país. Apresenta, exibe e debate, em edições anuais, o que há de mais inovador e promissor na produção audiovisual brasileira, em pré-estreias nacionais, de longas e curtas – uma trajetória rica e abrangente que ocupa lugar de destaque no centro da história do audiovisual e no circuito de festivais realizados no Brasil.

Trata-se de um programa audiovisual que reúne todas as manifestações da arte numa programação cultural abrangente oferecida gratuitamente ao público que prevê a exibição de mais de 100 filmes brasileiros em pré-estreias nacionais, mais de 40 sessões de cinema, homenagens, oficinas, debates, seminário, mostrinha de cinema, exposições, lançamento de livros, teatro de rua, shows musicais, performance audiovisual, encontros e diálogos audiovisuais e  atrações artísticas.

 

Acompanhe a 23ª Mostra de Cinema de Tiradentes e o programa Cinema Sem Fronteiras 2020.

Participe da Campanha #EufaçoaMostra
No Twitter: @universoprod
No Facebook: universoproducao / mostratiradentes
No Instagram: @universoproducao 
No LinkedIn: Universo Produção
Informações pelo telefone: (31) 3282-2366

 

Serviço


 23ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES | 24 de janeiro a 1o de fevereiro de 2020

LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA

LEI ESTADUAL DE INCENTIVO À CULTURA

Patrocínio: ITAÚ, TAESA, CBMM, COPASA, CEMIG, CODEMGE|GOVERNO DE MINAS GERAIS

Parceria Cultural: Sesc em Minas

Apoios: SESI FIEMG, CAFÉ 3 CORAÇÕES, MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES, OI, DOT, MISTIKA, CTAV, CIA/NAYMAR, CINECOLOR, THE END POST, CANAL BRASIL, REDE GLOBO MINAS, PREFEITURA DE TIRADENTES, POLÍCIA MILITAR DE MINAS GERAIS.

Idealização e realização: UNIVERSO PRODUÇÃO

SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA E TURISMO | GOVERNO DE MINAS GERAIS

SECRETARIA ESPECIAL DE CULTURA, MINISTÉRIO DA CIDADANIA - GOVERNO FEDERAL|PÁTRIA AMADA BRASIL

 

LOCAIS DE REALIZAÇÃO DO EVENTO


Centro Cultural Sesiminas Yves Alves   

Largo das Fôrras  

Largo da Rodoviária

Escola Estadual Basílico da Gama

Espaço Cultural Aimorés

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA 


ETC Comunicação | (31) 2535.5257 |99120.5295 – Luciana d’Anunciação – luciana@etccomunicacao.com.br

Universo Produção|(31) 3282.2366/ 9 9534-6310 - Laura Tupynambá | imprensa@universoproducao.com.br

Fotos: https://www.flickr.com/photos/universoproducao/

Produção de textos: Marcelo Miranda