CURADORES REFORÇAM IMPORTÂNCIA DOS CINEMAS NACIONAIS EM FESTIVAIS DO MUNDO

Importante ponto de encontro para debater a internacionalização da produção local, a mesa “O cinema brasileiro nas telas do mundo” foi realizada na tarde de quarta-feira (dia 29) e reuniu diversos curadores e programadores de importantes eventos audiovisuais. Todos eles descreveram suas experiências na função de ver e escolher filmes, com detida atenção ao que de mais interessante chega a eles aqui do país.

O crítico argentino Roger Koza chamou atenção para a importância de se compreender a especificidade dos cinemas nacionais e das experiências singulares de cada país – e por isso mesmo, às vezes, tão potentes. “Como estrangeiro, preciso sempre tentar entender o saber doméstico de cada país e o que está aparecendo na tela”, frisou Koza.

Ele lembrou de alguns títulos que ele colocou em circulação mundial, como “Branco Sai Preto Fica” (2014), de Adirley Queirós, e “Baronesa” (2017), de Juliana Antunes. Koza definiu como trabalhos que respondiam a urgências políticas, sociais e econômicas brasileiras. Ambos foram vistos por ele na Mostra de Tiradentes, “um festival fundamental para a saúde crítica”, definiu.

A relação com eventos audiovisuais brasileiros também foi destacada por Miguel Valverde, do IndieLisboa. Ele se aproximou da Semana, no Rio de Janeiro, e do Panorama, em Salvador, de onde vários títulos foram absorvidos para as seções do festival português. Núria Cubas, do Filmadrid, reforçou as peculiaridades da produção brasileira que acabam se destacando e viajando para fora do país – uma produção desafiadora e instigante, que apresenta olhares sempre renovados.

O mediador Pedro Butcher, também curador do Brasil CineMundi (encontro de coprodução internacional que acontece anualmente durante a CineBH), reforçou a relevância da discussão diante da maciça presença de curtas e longas-metragens este ano no Festival de Berlim, a ser realizado em fevereiro. Até o momento estão confirmados 19 títulos, inclusive um na competição ao Urso de Ouro, o paulistano “Todos os Mortos”, de Marco Dutra e Caetano Gotardo.

Foto: Netun Lima/Universo Produção

SOBRE A MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES


Maior evento dedicado ao cinema brasileiro contemporâneo em formação, reflexão, exibição e difusão realizado no país. Apresenta, exibe e debate, em edições anuais, o que há de mais inovador e promissor na produção audiovisual brasileira, em pré-estreias nacionais, de longas e curtas – uma trajetória rica e abrangente que ocupa lugar de destaque no centro da história do audiovisual e no circuito de festivais realizados no Brasil.

Trata-se de um programa audiovisual que reúne todas as manifestações da arte numa programação cultural abrangente oferecida gratuitamente ao público que prevê a exibição de mais de 100 filmes brasileiros em pré-estreias nacionais, mais de 40 sessões de cinema, homenagens, oficinas, debates, seminário, mostrinha de cinema, exposições, lançamento de livros, teatro de rua, shows musicais, performance audiovisual, encontros e diálogos audiovisuais e  atrações artísticas. 

Acompanhe a 23ª Mostra de Cinema de Tiradentes e o programa Cinema Sem Fronteiras 2020.

Participe da Campanha #EufaçoaMostra
No Twitter: @universoprod
No Facebook: universoproducao / mostratiradentes
No Instagram: @universoproducao 
No LinkedIn: Universo Produção
Informações pelo telefone: (31) 3282-2366

 

Serviço


 23ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES | 24 de janeiro a 1o de fevereiro de 2020

LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA

LEI ESTADUAL DE INCENTIVO À CULTURA

Patrocínio: ITAÚ, TAESA, CBMM, COPASA, CEMIG, CODEMGE|GOVERNO DE MINAS GERAIS

Parceria Cultural: Sesc em Minas

Apoios: SESI FIEMG, CAFÉ 3 CORAÇÕES, MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES, OI, DOT, MISTIKA, CTAV, CIA/NAYMAR, CINECOLOR, THE END POST, CANAL BRASIL, REDE GLOBO MINAS, PREFEITURA DE TIRADENTES, POLÍCIA MILITAR DE MINAS GERAIS.

Idealização e realização: UNIVERSO PRODUÇÃO

SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA E TURISMO | GOVERNO DE MINAS GERAIS

SECRETARIA ESPECIAL DE CULTURA, MINISTÉRIO DA CIDADANIA - GOVERNO FEDERAL|PÁTRIA AMADA BRASIL

LOCAIS DE REALIZAÇÃO DO EVENTO


Centro Cultural Sesiminas Yves Alves   

Largo das Fôrras  

Largo da Rodoviária

Escola Estadual Basílico da Gama

Espaço Cultural Aimorés

ASSESSORIA DE IMPRENSA 


ETC Comunicação | (31) 2535.5257 |99120.5295 – Luciana d’Anunciação – luciana@etccomunicacao.com.br

Universo Produção|(31) 3282.2366/ 9 9534-6310 - Laura Tupynambá | imprensa@universoproducao.com.br

Fotos: https://www.flickr.com/photos/universoproducao/

Produção de textos: Marcelo Miranda