LONGAS PREMIADOS E CURTAS MINEIROS EM CARTAZ NESTE DOMINGO NA MOSTRA TIRADENTES

Em 1978, Antonio Pitanga dirigiu o único filme de sua vasta carreira, composta por mais de 80 filmes, peças de teatro, minisséries e telenovelas. “Na boca do mundo”, que traz no elenco o próprio Pitanga, teve pouquíssimas exibições ao longo dos anos e será uma das atrações da 23ª Mostra de Cinema de Tiradentes neste domingo (26). A exibição acontece às 17h30, no Cine-Teatro, instalado no Centro Cultural Sesiminas Yves Alves. 

A programação traz ainda uma seleção diversa, composta por longas e curtas distribuídos em diferentes recortes temáticos. A Mostra Homenagem, por exemplo, traz o documentário “Pitanga”, que rememora a trajetória do ator pelos olhares dos diretores Beto Brant e Camila Pitanga. O longa, vencedor do Troféu Barroco na categoria Melhor Filme na escolha do júri popular em 2017, tem exibição às 14h, no Cine-Tenda. 

A Mostra Olhos Livres tem sua estreia hoje com o inédito “Sertânia”, marcando o retorno de Geraldo Sarno, um dos principais nomes do cinema brasileiro, à ficção. O elenco do filme conta com nomes como Vertin Moura e Kecia Prado e Julio Adrião – que estará presente na exibição, marcada para as 20h, no Cine Tenda, ao lado do diretor.  

“Pacarrete”, premiada produção cearense, estado representado na Mostra com quatro outros longas, leva para o Cine Copasa na Praça a história real da professora de balé Maria Araújo Lima, mais conhecida em Russas, sua cidade natal, pela alcunha que dá nome ao filme. A bailarina idosa, considerada louca pela população local, é interpretada no filme pela atriz Marcelia Cartaxo, que abre a sessão ao lado do diretor, Allan Deberton, às 21h. Após a exibição, a dupla conversará com o público sobre o filme. 

Expectativas também em relação à pré-estreia nacional de “Um dia com Jerusa”, dirigido por Viviane Ferreira, cuja exibição acontece às 22h, no Cine-Tenda, na Mostra A Imaginação como Potência. Segunda cineasta negra à frente da direção solo de um longa de ficção no Brasil, quebrando assim um jejum de mais de 30 anos – a primeira havia sido Adélia Sampaio, em 1983, com “Amor Maldito”, ela traz para esta produção o sensível olhar sobre a história de uma mulher de 77 anos – interpretada pela atriz Lea Garcia -, que rememora seu passado.  

Já para as crianças a atração será a animação “Miúda e o Guarda-Chuva”, de Amadeu Alban, às 11h, no Cine-Tenda.

 Oito curtas, divididos em duas sessões, integram a seleção desse domingo. A Mostra Foco Minas – Série 2, marcada para as 16h30, traz “Brooklin”, de Coletivo [CineLeblon]; “Santa”, de Marco Andrade; “Azar”, de Gabriel Duarte; “Babi & Elvis”, de Mariana Borges. Na sequência, às 18h, entram em cartaz as produções da Mostra Panorama – Série 1: “Deserto estrangeiro”, de Davi Pretto; “Looping”, de Maik Hannder; “A Nave de Mané Socó”, de Severino Dadá; e “Copacabana Madureira”, de Leonardo Martinelli. Ambas acontecem no Cine-Tenda.

  

DAS TELAS PARA OS LIVROS

A Mostra de Cinema de Tiradentes promove o diálogo com outras artes e, por isso, traz, entre outras atividades, o lançamento de livros ligados ao cinema. “O ator e a câmera: investigações sobre o encontro no jogo do filme”, de Rafael Conde; e “Mulheres atrás das câmeras”, organizado por Luiza Lusvarghi e Camila Vieira da Silva, terão sessão de autógrafos a partir das 11h30, no Cine-Teatro. 

A série Encontro com os Filmes, que promove o debate com os realizadores, traz o bate-papo sobre filme “O Lodo”, com a presença do diretor, Helvécio Ratton, e atores, com presença do crítico Renato Silveira e mediação do curador Pedro Butcher, a partir das 10h30. Na sequência, às 11h45, a conversa gira em torno do longa “Sofá”, dirigido por Bruno Safadi, com participação do crítico Daniel Schenker. A mediação será novamente feita pelo curador.   

O debate das 15h30 tem foco na temática principal, “A imaginação como potência”. Fazem parte do diálogo o professor, pesquisador, crítico de música e cinema Bernardo Oliveira, a escritora e pesquisadora Helena Vieira e a professora e pesquisadora Ivana Bentes. Na medição estará o curador Francis Vogner dos Reis. 

 

PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA

A arte está presente nos quatro cantos da Mostra e entra em cena neste domingo com o espetáculo Circo de Brinquedo, do Grupo Circular, a partir das 12h30, no Cine Copasa na Praça. Com uma grande variedade de técnicas circenses, a performance tem como referência os circos tradicionais de lona, colorindo os olhos do público, resgatando memórias e despertando nas novas gerações o encantamento pela magia do circo.

A Roda de Conversa será a atração do Sesc Cine-Lounge às 21h30. As atrizes Babi, do filme “Babi & Elvis”, e Jéssica Müller, de “Santa”, se encontram sob a batuta da curadora Tatiana Carvalho para debater o tema “Como representar corpos femininos no curta-metragem brasileiro”.

 A programação do dia termina com o show da banda Rosa Neon, às 0h30, no mesmo local. Destaque no cenário nacional atual, o grupo surge como um autêntico representante da estética pop tropical. A mistura sonora passeia por ritmos como funk, rap, MPB, lambada, brega e indie. O disco de estreia, que leva o nome da banda, conta com hits como “Ombrim”, “Cê não tem dó de mim” e “Vai devagar”. 

 

SOBRE A MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES


Maior evento dedicado ao cinema brasileiro contemporâneo em formação, reflexão, exibição e difusão realizado no país. Apresenta, exibe e debate, em edições anuais, o que há de mais inovador e promissor na produção audiovisual brasileira, em pré-estreias nacionais, de longas e curtas – uma trajetória rica e abrangente que ocupa lugar de destaque no centro da história do audiovisual e no circuito de festivais realizados no Brasil.

Trata-se de um programa audiovisual que reúne todas as manifestações da arte numa programação cultural abrangente oferecida gratuitamente ao público que prevê a exibição de mais de 100 filmes brasileiros em pré-estreias nacionais, mais de 40 sessões de cinema, homenagens, oficinas, debates, seminário, mostrinha de cinema, exposições, lançamento de livros, teatro de rua, shows musicais, performance audiovisual, encontros e diálogos audiovisuais e  atrações artísticas.

 

Acompanhe a 23ª Mostra de Cinema de Tiradentes e o programa Cinema Sem Fronteiras 2020.

Participe da Campanha #EufaçoaMostra
No Twitter: @universoprod
No Facebook: universoproducao / mostratiradentes
No Instagram: @universoproducao 
No LinkedIn: Universo Produção
Informações pelo telefone: (31) 3282-2366

 

Serviço


 23ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES | 24 de janeiro a 1o de fevereiro de 2020

LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA

LEI ESTADUAL DE INCENTIVO À CULTURA

Patrocínio: ITAÚ, TAESA, CBMM, COPASA, CEMIG, CODEMGE|GOVERNO DE MINAS GERAIS

Parceria Cultural: Sesc em Minas

Apoios: SESI FIEMG, CAFÉ 3 CORAÇÕES, MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES, OI, DOT, MISTIKA, CTAV, CIA/NAYMAR, CINECOLOR, THE END POST, CANAL BRASIL, REDE GLOBO MINAS, PREFEITURA DE TIRADENTES, POLÍCIA MILITAR DE MINAS GERAIS.

Idealização e realização: UNIVERSO PRODUÇÃO

SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA E TURISMO | GOVERNO DE MINAS GERAIS

SECRETARIA ESPECIAL DE CULTURA, MINISTÉRIO DA CIDADANIA - GOVERNO FEDERAL|PÁTRIA AMADA BRASIL

 

LOCAIS DE REALIZAÇÃO DO EVENTO


Centro Cultural Sesiminas Yves Alves   

Largo das Fôrras  

Largo da Rodoviária

Escola Estadual Basílico da Gama

Espaço Cultural Aimorés

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA 


ETC Comunicação | (31) 2535.5257 |99120.5295 – Luciana d’Anunciação – luciana@etccomunicacao.com.br

Universo Produção|(31) 3282.2366/ 9 9534-6310 - Laura Tupynambá | imprensa@universoproducao.com.br

Fotos: https://www.flickr.com/photos/universoproducao/

Produção de textos: Marcelo Miranda