NESTA QUINTA (30), DEBATE PROPÕE REFLEXÃO SOBRE O CINEMA COMO POSSIBILIDADE DE EXPRESSÃO

Em um país que se assume cada vez mais diverso e conflituoso, o que pode o cinema? É o que se propõe a responder o debate “Cosmopoéticas contra-hegemônicas”, uma das atividades da 23ª Mostra de Cinema de Tiradentes nesta quinta (30). O encontro propõe um debate sobre obras, filmes e poéticas atravessados por valores, crenças, vivências e percepções de mundo que constituem o que podemos chamar de cosmovisões ameríndias e da diáspora afroatlântica. 

Estarão reunidas a artista visual e mestranda em psicologia Castiel Vitorino Brasileiro (ES); a cineasta e professora Clarisse Alvarenga (MG) e a pesquisadora e curadora Janaína Oliveira (RJ) para discutir o cinema como forma de expressão e intervenção de forças disruptivas que desafiam o imaginário do poder. O debate com mediação da curadora Tatiana Carvalho Costa (MG) será realizado às 15h, no Cine-Teatro Sesi.

 

Realizadores e público em diálogo

Na série Encontro com os Filmes, entram em pauta longas-metragens da Mostra Aurora, exibidos na noite de quarta-feira (29). Às 10h, acontece o debate sobre o filme “Cadê Edson?” (DF), com a presença da diretora Dácia Ibiapina e convidados, a participação do crítico Aiano Bemfica (MG). Às 11h15, é a vez do bate-papo sobre o longa “Canto dos Ossos” (CE/RJ), com representantes da produção e a presença da crítica Maria Trika (MG). 

O público assíduo que tem lotado o Cine-Teatro Sesi poderá conferir ainda, às 12h30, a conversa sobre os curtas da Mostra Foco - Série 3, com a presença dos diretores e convidados. “A Barca” (AL), “Calmaria” (MG) e “Perifericu” (SP). A mediação dos três encontros será feita pelo crítico e jornalista Marcelo Miranda (MG).

 

Samba e outros ritmos no Sesc Cine-Lounge

Em parceria com o Sesc, a programação da 23ª Mostra Tiradentes oferece para o público atrações artísticas que agitam as noites do Sesc Cine-Lounge. Das 15h às 0h, o espaço recebe Festival Timeline - Festival de Arte Eletrônica. Realizado há cinco anos em Belo Horizonte, o Festival apresenta uma seleção de trabalhos que refletem a produção contemporânea brasileira, com novas formas para o cinema e convergências que surgem nos diálogos com outros meios artísticos. Nas picapes e projeções, estarão os VJ’s Pedro Pedro e Romana e a VJ Carou Araújo.

E, a partir da 0h30, sobe ao palco uma das grandes vozes do samba mineiro, a cantora Adriana Araújo. Nascida na comunidade da Pedreira Prado Lopes, na região da Lagoinha, a artista tem se destacado como um dos grandes talentos da atual geração. Mantendo viva a tradição deste gênero musical que é símbolo da identidade brasileira e, principalmente, da relevante contribuição cultural da população negra, Adriana Araújo prepara seu primeiro álbum intitulado “Minha Verdade”.

 

SOBRE A MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES


Maior evento dedicado ao cinema brasileiro contemporâneo em formação, reflexão, exibição e difusão realizado no país. Apresenta, exibe e debate, em edições anuais, o que há de mais inovador e promissor na produção audiovisual brasileira, em pré-estreias nacionais, de longas e curtas – uma trajetória rica e abrangente que ocupa lugar de destaque no centro da história do audiovisual e no circuito de festivais realizados no Brasil.

Trata-se de um programa audiovisual que reúne todas as manifestações da arte numa programação cultural abrangente oferecida gratuitamente ao público que prevê a exibição de mais de 100 filmes brasileiros em pré-estreias nacionais, mais de 40 sessões de cinema, homenagens, oficinas, debates, seminário, mostrinha de cinema, exposições, lançamento de livros, teatro de rua, shows musicais, performance audiovisual, encontros e diálogos audiovisuais e  atrações artísticas. 

Acompanhe a 23ª Mostra de Cinema de Tiradentes e o programa Cinema Sem Fronteiras 2020.

Participe da Campanha #EufaçoaMostra
No Twitter: @universoprod
No Facebook: universoproducao / mostratiradentes
No Instagram: @universoproducao 
No LinkedIn: Universo Produção
Informações pelo telefone: (31) 3282-2366

 

Serviço


 23ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES | 24 de janeiro a 1o de fevereiro de 2020

LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA

LEI ESTADUAL DE INCENTIVO À CULTURA

Patrocínio: ITAÚ, TAESA, CBMM, COPASA, CEMIG, CODEMGE|GOVERNO DE MINAS GERAIS

Parceria Cultural: Sesc em Minas

Apoios: SESI FIEMG, CAFÉ 3 CORAÇÕES, MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES, OI, DOT, MISTIKA, CTAV, CIA/NAYMAR, CINECOLOR, THE END POST, CANAL BRASIL, REDE GLOBO MINAS, PREFEITURA DE TIRADENTES, POLÍCIA MILITAR DE MINAS GERAIS.

Idealização e realização: UNIVERSO PRODUÇÃO

SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA E TURISMO | GOVERNO DE MINAS GERAIS

SECRETARIA ESPECIAL DE CULTURA, MINISTÉRIO DA CIDADANIA - GOVERNO FEDERAL|PÁTRIA AMADA BRASIL

 

LOCAIS DE REALIZAÇÃO DO EVENTO


Centro Cultural Sesiminas Yves Alves   

Largo das Fôrras  

Largo da Rodoviária

Escola Estadual Basílico da Gama

Espaço Cultural Aimorés

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA 


ETC Comunicação | (31) 2535.5257 |99120.5295 – Luciana d’Anunciação – luciana@etccomunicacao.com.br

Universo Produção|(31) 3282.2366/ 9 9534-6310 - Laura Tupynambá | imprensa@universoproducao.com.br

Fotos: https://www.flickr.com/photos/universoproducao/

Produção de textos: Marcelo Miranda