O CHAMADO REALISTA: INCIDÊNCIA DE NOVOS E ANTIGOS REALISMOS EM PERSPECTIVA LATINO-AMERICANA

O chamado realista sempre esteve presente nos filmes latino-americanos de maior e menor projeção internacional. Como esse diálogo com a realidade de suas sociedades tem se manifestado nos filmes da América do Sul e América Central? Existe um contrafluxo em relação a essa demanda de realidade nas narrativas de ficção e obviamente nas de documentário? O cinema latino-americano, com suas particularidades nacionais, autorais e filme a filme, está em diálogo com as demandas de vida nas imagens percebida em filmes brasileiros recentes?

Convidados Internacionais:

• Andrea Stavenhagen – correspondente para a América Latina no Festival em San Sebastián, participa da seleção do Fórum de coprodução em San Sebastian e trabalha para o Festival de Morelia | MÉXICO

• Raúl Camargo – acadêmico, programador de cinema, diretor de competição do Festival de Valdivia | CHILE

• Roger Koza – programador do Filmfest Hamburg e do Ficunam, crítico de cinema do Con los Ojos Abiertos e Revista Ñ| ARGENTINA

Mediadora: Ela Bittencourt – crítica de cinema e programadora | SP

Programação

25/01 | quinta - 15h00

Cine Teatro SESI