Em mostra on-line: documentário faz retrato sensível de um genial Luiz Melodia

“Gal Costa me chamou _ ela, que nunca subiu o morro e nem precisava _ para dirigir um show dela, que acabou sendo ‘Fa-tal – Gal a todo vapor’”, conta o poeta Waly Salomão, numa mesa rodeada de amigos. “Aí fui para a casa dela ali em Ipanema e, nas conversas, vi falta de repertório e falta de vigor, uma coisa que tivesse a garra que eu via no Melodia no morro. Melodia era completamente desconhecido e, inclusive, nunca tinha atravessado o túnel de Copacabana, bem como muitos outros”, continua o homem que descobriu e alardeou um jovem Luiz Melodia do Morro de São Carlos, no Rio de Janeiro. A cena de arquivo é um dos pontos altos de “Todas as melodias”, exibido na 24ª Mostra de Cinema de Tiradentes até sábado (30).