25/01 | segunda | 16h

A presente roda de conversa é um convite para pensarmos a presença e a materialidade do corpo em cena, como possibilidade de testemunho e de múltiplos tensionamentos, a partir das investigações estéticas presentes no trabalho artístico em suas dimensões ética e estética.Como que o corpo resiste e responde aos embates políticos do nosso tempo? Como que a história da arte e do cinema precisam ser recontadas e reescritas como um gesto político?

Convidados:

  • Dea Ferraz, diretora de Agora (PE)
  • Macca Ramos, diretor de Negro em mim (SP/MG/BA/PE/PA)
  • Sara Antunes, diretora de De Dora, por Sara (SP)

 Mediação: Daniele Ávila Small – crítica, pesquisadora e curadora de teatro | RJ