Foto do filme: Alziras

Alziras

Experimental | Colorido | Digital | 11min | MG | 2021

Direção: Hellt Rodrigues e Regiane Farias

Classificação: Não recomendada para menores de 16 anos

SESSÃO DE CURTAS Sinal aberto: de 22/01 | sábado | 15h até 23/01 | domingo | 15h

O curta-metragem Alziras, é um experimento audiovisual. A mãe, o filho, a casa e o tempo. Todos à espera do marido que nunca volta. Como um rito ancestral, a artista Regiane Farias se faz Alzira, mais uma viúva de marido vivo. Condição histórica do feminino de sua região, Alzira são todas aquelas que se põem a guardar o lar enquanto aguardam aquele que possivelmente não volta. Esse curta é uma ação cênica performativa, que assume a linguagem do audiovisual, surge inspirada pela obra homônima do mestre ceramista Ulisses Mendes, natural de Itinga/MG.

Ver detalhes

Roteiro: Helbert Rodrigues
Regiane Farias

Empresa produtora: N/A

Direção de produção: João Vitor Nonato

Montagem: Helbert Rodrigues
Regiane Farias

Fotografia: Helbert Rodrigues

Direção de arte: Helbert Rodrigues
Regiane Farias

Trilha sonora: João Vitor Nonato

Cenografia: Regiane Farias

Figurino: Regiane Farias

Elenco: Concepção original a partir das obras: Escultura de cerâmica Alzira do Mestre Ulisses Mendes |Poesia Alzira de Regiane Farias e da montagem cênica: Alzira um poema cênico, dirigido por Flávio Rabelo | Concepção do vídeo: Regiane Farias, Helbert Rodrigues e Gregório Hernandez Pimenta | Atores: Regiane Farias e Kairu Zuri | Pesquisa e Dramaturgia: Regiane Farias | Assistente de Pesquisa e produção: Maria Luisa Farias e João Vitor Nonato | Direção de fotografia: Helbert Rodrigues | Direção de Arte: Helbert Rodrigues | Figurino: Acervo pessoal | Edição: Helbert Rodrigues | Orientação: Gregório Hernandez Pimenta | Participação especial: Alziras

Exibição presencial – Cine Teatro às 15h do dia 22/01