EM ABERTURA EMOCIONANTE, 24a MOSTRA TIRADENTES CELEBRA A ARTESANIA DA ARTE E A FORÇA DO CINEMA EXPRESSIVO DE PAULA GAITÁN

A noite de abertura da 24a Mostra de Cinema de Tiradentes, na sexta-feira (22), foi atípica, mas intensa. Devido à pandemia de COVID-19, o evento está sendo realizado em formato digital, o que não impediu que a Universo Produção preparasse uma inauguração tão elaborada quanto as que acontecem presencialmente há mais de duas décadas na tenda montada na cidade histórica mineira.

O município de Tiradentes, aliás, foi o primeiro protagonista da noite. O vídeo dirigido por Chico de Paula, exibido logo no começo das atividades da Mostra, misturou documentário e performance artística para exaltar os artesãos da cidade mineira em suas várias formas de atividade – escultores, ferreiros e doceiros, por exemplo. Em comum, o trabalho manual, o tempo dilatado do fazer e a paixão pelo ofício. Entremeando as histórias captadas em Tiradentes, a dupla Maurício Tizumba e Julia Tizumba cantava músicas do cancioneiro brasileiro e, a certa altura, uma série de fotografias de vários momentos da história da Mostra se sucederam na tela, numa breve retrospectiva audiovisual, acompanhada do discurso da coordenadora geral do evento e CEO da Universo Produção, Raquel Hallak.

Logo em seguida foi a vez da homenagem à multiartista Paula Gaitán, celebrada este ano por sua intensa e versátil contribuição ao cinema brasileiro. Enquanto a Mostra transmitia um vídeo produzido pelo Canal Brasil sobre sua importância e obra, Paula dividiu a tela ao vivo, reagindo emocionada à sequência de imagens, depoimentos e memórias de sua carreira. Em plena atividade, a cineasta chega à Mostra apresentando três trabalhos inéditos, que estão na programação: “Ostinato”, “Ópera dos Cachorros” e “Se Hace Camino al Andar”, disponíveis em www.mostratiradentes.com.br até o dia 30/1.

“Ao longo dessa última década a Mostra de Tiradentes acolheu muitos filmes meus e é emocionante ter sido contemplada, ter sido convidada para receber essa homenagem”, disse Paula, em transmissão diretamente de sua casa, em São Paulo. “Estamos em tempos difíceis e dramáticos de isolamento, a minha sorte foi estar ilhada na ilha de edição, onde eu tenho trabalhado durante esse último ano. Muitos dos meus colegas cineastas estão nesse mesmo esforço nesse momento, de se manterem com energia, de trabalharem a favor da vida e do cinema e materializarem suas forças criativas, com ou sem recursos”.

Na live, Paula descreveu sua relação com os convidados que participaram do debate inaugural: o músico Arrigo Barnabé, a atriz Clara Choveaux, a cantora Ava Rocha e o cineasta Eryk Rocha. Um a um, ela contou como se dão suas trocas e experiências de trabalho, de criação e de vida – tudo se misturando, sem limites autoimpostos. Choveaux, que protagonizou três filmes da diretora, disse que sente o próprio corpo sempre responder ao olhar de Paula. “Não tem nenhum cineasta que me filmou como você (Paula), meu corpo reage organicamente ao seu olhar e acho que isso se deve à forma como trabalhamos nesses últimos 12 anos”.

Paula exaltou ainda a possibilidade de ser tão próxima dos filhos Eryk e Ava, que têm suas carreiras artísticas próprias ao mesmo tempo em que também são ativos em projetos da mãe. “Eu gosto dessa ideia do cinema feito no espaço que a gente habita, uma espécie de cinema que possa ser acessível ao familiar, não só pelos filhos serem filhos, e sim para criar relações de trabalho respeitosas e criativas”, disse Paula. Produtor de filmes da realizadora, Eryk apontou a originalidade do cinema de Paula Gaitán, cujos trabalhos lhe causam “a emoção da espiritualidade”. “Ela é uma asa rara, uma inspiração e uma provocação constante nas nossas vidas. É nossa mãe, nossa mestra e uma grande amiga e cúmplice”.

Um dos músicos mais originais do Brasil, Arrigo Barnabé contou de sua vontade em ser ator, o que o levou a assumir apresentações performáticas a partir de seu retorno à música popular, em 2009. Paula Gaitán o viu num show e o convidou a atuar. “Fiquei muito contente com isso, pois finalmente alguém tinha percebido que eu tinha essa vontade!”, disse Arrigo, aos risos. Ele participou de “Luz nos Trópicos”, que está na programação da Mostra, e foi registrado por Paula no documentário “Ostinato”.

A noite se encerrou justamente com uma apresentação de Arrigo Barnabé, transmitida a todos os espectadores que iniciaram a maratona da Mostra de Tiradentes na noite de sexta-feira. Até o dia 30, fique ligado em www.mostratiradentes.com.br para não perder nada.

SOBRE A 24aMOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES

PLATAFORMA DE LANÇAMENTO DO CINEMA BRASILEIRO

Maior evento dedicado ao cinema brasileiro contemporâneo em formação, reflexão, exibição e difusão realizado no país. Apresenta, exibe e debate, em edições anuais, o que há de mais inovador e promissor na produção audiovisual brasileira, em pré-estreias mundiais e nacionais – uma trajetória rica e abrangente que ocupa lugar de destaque no centro da história do audiovisual e no circuito de festivais realizados no Brasil.

Trata-se de um programa audiovisual que reúne as manifestações da arte numa programação cultural abrangente, oferecida gratuitamente ao público, que prevê a exibição de mais de 100 filmes brasileiros, promove homenagem, oficinas, debates, mostrinha de cinema, exposições, shows musicais, performance audiovisual, encontros e diálogos audiovisuais e atrações artísticas.

TODA PROGRAMAÇÃO É OFERECIDA GRATUITAMENTE AO PÚBLICO.

link para fotos

https://www.flickr.com/photos/universoproducao/

***

ATENÇÃO:

Como o formato do evento é digital, convidamos você a seguir a Universo Produção/Mostra Tiradentes nas redes sociais para ficar por dentro de tudo o que vai acontecer nos bastidores, acompanhar a evolução e notícias do evento e também receber conteúdos exclusivos sobre a 24ª edição da Mostra Tiradentes. Canais e endereços:

Na Web: www.mostratiradentes.com.br

No Instagram: @universoproducao

No Youtube: Universo Produção

No Twitter: @universoprod

No Facebook: mostratiradentes / universoproducao

No LinkedIn: universo-produção

Acompanhe o programa Cinema Sem Fronteiras 2021.

Participe da Campanha #EufaçoaMostra

Serviço

24a MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES | 22 a 30 de janeiro de 2021

LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA

LEI ESTADUAL DE INCENTIVO À CULTURA

Patrocínio: CBMM, ITAÚ, CSN, CEDRO MINERAÇÃO, CIMENTO NACIONAL, COPASA|GOVERNO DE MINAS GERAIS

Parceria Cultural: SESC EM MINAS

Apoio:CAFÉ TRÊS CORAÇÕES, INSTITUTO UNIVERSO CULTURAL, DOT, MISTIKA, CTAV, CIARIO/NAYMAR, CINECOLOR, THE END, BUCARESTE ATELIÊ DE CINEMA, CANAL BRASIL, REDE MINAS, RÁDIO INCONFIDÊNCIA

Idealização e realização: UNIVERSO PRODUÇÃO

SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA E TURISMO | GOVERNO DE MINAS GERAIS

SECRETARIA ESPECIAL DE CULTURA, MINISTÉRIO DO TURISMO – GOVERNO FEDERAL| PÁTRIA AMADA BRASIL

ASSESSORIA DE IMPRENSA 

Universo Produção|(31) 3282.2366/ 9 9534-6310 – Laura Tupynambá | imprensa@universoproducaocom.br

ETC Comunicação | (31) 99742.7874 – Luciana d’Anunciação | luciana@etccomunicacao.com.br/ (31) 99752.4058

Pollyanna Alcântara | assessoria@etccomunicacao.com.br / (31) 99120.5295

Jihan Kazzaz | jihan@etccomunicacao.com.br

Produção de textos: Marcelo Miranda

Fotos: https://www.flickr.com/photos/universoproducao/