JÚRI OFICIAL

Alessandra Soares Brandão

Alessandra Soares Brandão é professora e coordenadora do Curso de Cinema da UFSC, onde também coordena o projeto  A hora e a voz da mulher no cinema. Tem pós-doutorado pela Universidade de Leeds, na Inglaterra. Foi secretária acadêmica e vice-presidente da SOCINE, e editora da REBECA. É também conselheira do FORCINE e editora dos Cadernos do Forcine. É membro do Coletivo Tenda Queer e da Rede Macunaíma de Afetos (ReMa). Foi organizadora geral do Fazendo Gênero 12 (2021) e é membro do conselho do Instituto de Estudos de Gênero (IEG) da UFSC. Tem publicações em cinema dentro e fora do Brasil. Pesquisa cinema brasileiro e latino-americano a partir de questões relacionadas a feminismos decoloniais, gêneros e sexualidades dissidentes.

Ivana Bentes

Professora e pesquisadora da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com atuação na área de comunicação, audiovisual, novas mídias e cultura. Foi diretora da Escola de Comunicação da UFRJ de 2006 a 2013 e secretária de Cidadania e Diversidade Cultural no Ministério da Cultura de 2015 a 2016.  Autora dos livros Mídia-multidão: estéticas da comunicação e biopolíticas (Editora Mauad X,2015); Avatar: ofuturo do cinema e a ecologia das imagens digitais (Editora Sulina); Glauber Rocha: cartas ao mundo (Companhia das Letras), entre outros. É pró-reitora de extensão da UFRJ desde 2019.

Marcelo Ribeiro

 É professor de História e Teorias do Cinema e do Audiovisual, na Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia, desde maio de 2017. Desde 2018, é um dos coordenadores do grupo de pesquisa e estudos Arqueologia do Sensível (http://www.arqueologiadosensivel.ufba.br/). Em 2019, publicou seu primeiro livro, Do inimaginável, pela Editora UFG (universidade em que concluiu seu doutorado em Arte e Cultura Visual em 2016), e tem estudado e pesquisado sobre temas como imagem, história e direitos humanos; cinemas africanos; história do cinema, arquivo e descolonização. Mestre em Antropologia Social pela Universidade Federal de Santa Catarina (2008) e graduado em Ciências Sociais com Habilitação em Antropologia pela Universidade de Brasília (2005), escreve no incinerrante (https://www.incinerrante.com), tendo atuado ainda como crítico de cinema, programador e curador de mostras e festivais.

Ricardo Aleixo

Ricardo Aleixo é artista-pesquisador intermídia, ensaísta e editor. Suas obras mesclam poesia, artes visuais, vídeo, dança, performance, música e design sonoro. Já se apresentou em países como Alemanha, Argentina, Portugal, México, Espanha, França, EUA e Suíça. Desenvolve seus projetos de pesquisa, criação e formação no LIRA/Laboratório Interartes Ricardo Aleixo, periferia de Belo Horizonte. Extraquadro (Impressões de MInas/LIRA) é o seu livro mais recente. 

Yuri Firmeza

Yuri Firmeza é professor do curso de Cinema da Universidade Federal do Ceará onde é integrante do LEEA (Laboratório de Estudos e Experimentação em Audiovisual). Doutorando em Arte Multimédia pela Universidade de Lisboa e membro colaborador do CIEBA (Centro de Investigação e Estudos em Belas Artes). Organizou, conjuntamente com Clara Bastos, Leonardo Mouramateus e Érico Araújo Lima, o seminário e a publicação “O trabalho das ruínas: genealogias, ficções, (re)montagens” e conjuntamente com Pablo Lobato o livro “O que exatamente vocês fazem, quando fazem ou esperam fazer curadoria?”. Participou de festivais de cinema e exposições em diversas cidades do Brasil e do exterior, entre as quais a 31ª Bienal de São Paulo, 14th Biennale Jogja: Stage of Hopelessness – Yogyakarta/Indonesia; 21st Videoex – International Experimental Film & Video Festival Zurich/ Switzerland; 64th e 62nd International Short Film Festival Oberhausen/Germany, 11ª Bienal do Mercosul. Em 2013 realizou a exposição individual Turvações Estratigráficas, no Museu de Arte do Rio.

JÚRI JOVEM

  • ADLER CORREA – 24 anos, estudante do 5º período de Cinema e Audiovisual da UFPel
  • MARIA SUCAR – 21 anos, estudante do 2º período de Artes Visuais da UFRN
  • NAYLA GUERRA – 23 anos, estudante do 8º período de Audiovisual da USP
  • NINA CAMURÇA – 20 anos, estudante do 3º período de Rádio, TV e Internet da UFJF
  • RENAN EDUARDO – 21 anos, estudante do 8º período de Cinema e Audiovisual da PUC Minas